Marketing Digital

PILARES DE PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÃO COM FOCO EM RESULTADOS

ESTRATÉGIAS

Para usar o marketing digital e obter os resultados esperados, é essencial que haja uma estratégia bem construída. Ela depende das peculiaridades de cada empresa, sendo preciso levar em consideração várias particularidades, como o produto ou serviço, mercado, público alvo e trajetória.

Acompanhe quais são os principais passos para construir a melhor estratégia de marketing online:

1 – Determine objetivos

Saiba quais são os objetivos da sua empresa com o marketing digital. Ganhar visibilidade? Aumentar leads? Vender mais? Ter autoridade virtual? Maior visibilidade? Ter isso em mente contribui para a escolha dos melhores canais.

2 – Escolha os canais de comunicação

Pesquise junto ao seu público alvo quais são as mídias que mais utilizam e, entre elas, escolha as mais eficientes para a sua estratégia. Para tanto, é importante conhecer como funciona cada uma delas e quais são os recursos de cada canal, pois sem isso, fica muito difícil tomar a melhor decisão.

3 – Faça um cronograma de publicações

É importante delegar funções para a sua equipe, a fim de ter profissionais responsáveis pelas publicações e pelo monitoramento dos canais. Também é fundamental responder todas as mensagens que receber, pois esta é mais uma forma de promover a interação com o público.

Para garantir a organização e o bom gerenciamento nada melhor do que um cronograma ou calendário de publicações e de quem é a responsabilidade pela publicação. Isto serve, dentre outras coisas, para evitar publicações extras ou deixar de responder algo para um consumidor.

4 – Avalie a contratação de profissionais experientes

Criar uma estratégia de marketing digital exige uma boa avaliação do segmento de mercado e do público alvo, bem como dos canais para promover as ações. Nesse sentido, pode ser necessário contratar uma agência de marketing digital, com profissionais capacitados e experientes, para evitar cometer erros comuns que acontecem quando não se tem a carga de conhecimento necessária.

A agência pode apenas dar consultoria ou colocar a mão na massa.

5 – Mensure os resultados

Acompanhe e registre todas as informações sobre os resultados obtidos com as ações. Isso tudo é útil para posteriormente ser analisado e você descobrir se os resultados são os esperados.

MÉTRICAS

Para mensurar e analisar os resultados, há diferentes métricas, ou seja, sistemas, mapas e dados com técnicas que contribuem para a obtenção de dados mais precisos.

Os provedores que armazenam dados, normalmente dispões de várias alternativas para métricas, assim como as plataformas de redes sociais, as tem.

Veja quais são algumas delas:

Visitantes Únicos

Quantos visitantes acessaram o seu site ou blog em um determinado período de tempo.

Sessões

Interações, como cliques e páginas visitadas, de cada visitante.

Novas Sessões

Essa é outra métrica semelhante à anterior, com a diferença que mesmo sendo um só visitante, conta-se como uma nova sessão se ele voltar a sua página 30 minutos depois. Essa atitude indica alto poder de atração.

Tipo de tráfego

É a origem da visita, podendo ser orgânico, por meio dos mecanismos de busca, ou de campanhas pagas, o que vai depender dos canais utilizados.

Taxa de Rejeição

Porcentagem de visitantes que apenas entram no site e logo saem, sem realizar interações.

Retorno Sobre Investimento

Também chamado de ROI consiste na diferença entre a soma das despesas com o marketing digital e o valor ganho com as conversões resultantes das ações online. O ganho deve ser maior para que o seu negócio não tenha prejuízo.

Custo de Aquisição de Clientes

Indicado pela sigla CAC, serve para identificar quanto a sua empresa gasta para conquistar cada cliente. Para ter um resultado positivo, o custo deve ser menor do que se gasta com marketing digital com cada cliente.

Existem muitas formas de medir estes dados. É preciso se dedicar ao assunto para evitar fazer investimentos que não dão o devido retorno.

Essas são apenas algumas métricas existentes para mensurar os resultados das ações de marketing digital promovidas pela sua empresa. Além disso, é importante avaliar quais delas podem ser usadas pelo seu negócio.

FERRAMENTAS

Como você já deve saber, o marketing digital é parte essencial da divulgação de negócios e produtos neste novo mercado baseado no mundo online.

A cada ano, há mais empresas compreendendo isso e portanto, é fundamental entender as tendências, bem como, as regras básicas deste jogo.

Também por isso, é importante manter-se atualizado, lendo, estudando e se atualizando, pois sempre tem novidades.

Saiba quais as atuais ferramentas indispensáveis para o marketing digital.

1 – Google Ads

Google Ads é uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas no marketing online e tem um funcionamento bastante simples, embora exista uma curva de aprendizado para uso otimizado.

O sistema se baseia na escolha de palavras-chave relacionadas ao seu negócio ou produto, para que apareça em destaque nas buscas efetuadas pelos usuários.

Palavras-chaves mais conhecidas são mais caras. Então é preciso estudar e encontrar as melhores dentro de seu orçamento.

2 – Google Analytics

O Google Analytics é fundamental para se construir uma imagem de como o seu site está funcionando. Esta ferramenta fornece diversos dados como visitantes, pessoas online neste momento, localização do visitante, tempo de permanência na página, taxa de rejeição e muito mais.

Além disso, é possível vincular sua conta do Analytics com o Google Ads podendo importar suas metas do Analytics para a plataforma de anúncios do Google. Outras funcionalidades incluem a separação de tráfego (orgânico, pago, etc), quais campanhas vieram os tráfegos, etc.

3 – Facebook Ads

O Facebook Ads é um dos mais precisos neste quesito, pois com ele é possível criar campanhas específicas para atingir apenas jovens moradores de São Paulo que gostem de gastronomia, ou pessoas que moram sozinhas em Porto Alegre, mas tem gatos, por exemplo.

É claro que também existe uma curva de aprendizado para otimização de anúncios, mas o Facebook inclui métricas e outras ferramentas para facilitar a vida de quem está começando no marketing digital.

Na plataforma, integrar elementos diversos dentro de uma mesma campanha, como sua landing page, e-commerce, site ou blog, é relativamente simples, mas o destaque fica para as ferramentas de análise, cujo primeiro exemplo vem a seguir.

4 – Page Insights

O Page Insights mede a velocidade de carregamento do site e é um dos pilares para conseguir um bom desempenho nas buscas orgânicas e no Google Ads.

Sendo assim, o Google disponibiliza uma ferramenta para desenvolvedores que oferece dicas de como deixar o seu site mais rápido e diminuir o seu tempo de carregamento.

5 – MailMarketing

Esta é uma das ferramentas menos compreendidas do mercado, justamente porque muitas pessoas e empresas fazem mal uso da mesma.

Dentro de uma campanha bem planejada, uma empresa consegue angariar uma grande quantidade de cadastros de consumidores em potencial e não há forma melhor de se comunicar com estas pessoas, do que através de e-mails.

O problema, como dissemos, são as empresas que enviam mensagens apenas por enviar, repetitivas, insistentes, desconectadas com o perfil ou com o interesse do seu público.

Neste sentido, começamos a destacar uma peça essencial para o sucesso de campanhas online: a integração e balanceamento de estratégias em plataformas diversas, mas vamos incluir este assunto no próximo tópico.

6 – Automação de Marketing

A esta altura, você pode estar pensando que são muitas ferramentas e também, que precisa de explicações mais profundas a respeito de cada uma delas.

Embora isso seja verdade, há um terceiro ponto ainda mais importante: uma vez que inicie suas campanhas de marketing digital, você e sua equipe terão muitos aspectos para gerenciar.

Criação e postagem de conteúdos em diversas redes sociais, concepção de campanhas, testes A/B e uma infinidade de aspectos técnicos e/ou rotineiros, cuja execução pode ser muito demorada.

7 – Criação de Landing Page

Quando você lança anúncios online, o objetivo inicial é atrair leads, ou seguidores que são, basicamente, clientes em potencial.

Quando uma pessoa destas clica em um anúncio, deve ser direcionada a uma página de entrada (landing page), que pode ser genérica, ou específica.

Em muitos casos, trata-se do primeiro contato direto daquela pessoa com seu negócio e portanto, você deve ter uma página desenhada especificamente para recebê-la e coletar dados como e-mail, por exemplo.

Existem inúmeras ferramentas de criação de landing pages no mercado, mas o mais importante neste momento, é compreender que esta página corresponde a cumprimentar um cliente que acabou de entrar em sua loja.

Mesmo que não compre nada, você quer causar uma boa impressão e se possível, entender seus hábitos e preferências, para saber o que poderá oferecer aquela pessoa no futuro.

Perguntas Frequentes

DFS